Mandic foi adquirida pelo Riverwood

27/03/2012 – Valor Econômico

O nome do empresário Aleksandar Mandic está intimamente ligado ao desenvolvimento da internet no Brasil. Nos anos 90 foi o criador do serviço de mensagens (BBS, na sigla em inglês) que levava seu sobrenome e anos mais tarde participou da fundação do portal iG. Na última década, vinha tocando a Mandic Mail, provedora de e-mails para empresas.

Agora, Mandic quer mais uma vez colocar seu nome na história da rede no país. O alvo é um dos assuntos mais badalados do mundo da tecnologia da informação (TI) no momento: a oferta de serviços na modalidade de computação em nuvem, na qual os sistemas não ficam instalados no computador do usuário e são acessados por meio da internet.

O passo será dado com a aquisição da Tecla Internet, empresa de serviços de centros de dados que pertencia à Alog. A operação, que não teve o valor revelado, envolveu também o fundo de investimento Riverwood Capital. A companhia, que no ano passado participou da aquisição da Alog pela americana Equinix, comprou o controle da Mandic com a injeção de R$ 100 milhões na companhia.

Com a operação, Aleksandar Mandic, que sempre exibiu em seu cartão de visitas o cargo de “dono”, passará a ser sócio da companhia junto à Riverwood, a Sidney Breyer (fundador da Alog) e a outros executivos das empresas envolvidas. Mas o empresário não pretende abrir mão do título “dono”. “É importante que os clientes tenham essa identificação com alguém que possam entrar em contato”, diz aoValor. Ele também permanece no conselho da Mandic.

A negociação entre a Riverwood e a Mandic começou em novembro do ano passado. Mesmo com uma operação completamente isolada da Alog, a oferta de serviços da Tecla já não fazia tanto sentido para a companhia, voltada à venda de infraestrutura para computação em nuvem. Segundo Francisco Alvarez-Demalde, sócio-fundador da Riverwood, foram analisadas diversas propostas antes do negócio ser fechado com a Mandic. “Temos um plano agressivo e muitas coisas novas para oferecer”, afirma ao Valor. Para o empresário, ter sócios depois de tanto tampo como dono não será um problema. “Isso tira de você algumas responsabilidades”, diz.

Ao absorver a Tecla, a Mandic passa a ter 120 funcionários – o dobro da estrutura atual -, operações no Rio e em São Paulo e uma carteira com 19 mil clientes. Aos seus serviços de e-mail serão adicionadas ofertas como hospedagem de sites, serviços de backup de dados e venda de capacidade de processamento. De acordo com Antônio Carlos Pina, executivo da Tecla que assumirá o cargo de diretor de tecnologia da Mandic, os alvos da companhia serão principalmente as pequenas e médias empresas. “Mas podemos atender grandes clientes”, completa.

Em três anos, o faturamento da nova Mandic pode chegar a R$ 100 milhões, três vezes mais que o resultado somado das operações hoje, diz Lucio Boracchini, diretor comercial da Mandic.


contato@igcp.com.br | +55 11 3815 3533 | Av. Brigadeiro Faria Lima 2277, 6ºandar | São Paulo SP, Brasil | 01452-000

Copyright © 2018 igc partners - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio