igc partnens

transações

Fundo Imobiliario americano cria companhia para atuar no Brasil 

Fundo Imobiliario americano cria companhia para atuar no Brasil 

Valor Econômico - 20/09/2007

 
 
Tegma reforça segmento de logística no Novo Mercado

Tegma reforça segmento de logística no Novo Mercado

Bovespa - 20/08/2007

 
 
Sinimplast expande seus negócios em plásticos e avalia opções no México

Sinimplast expande seus negócios em plásticos e avalia opções no México

Valor Econômico - 29/06/2007

 
 
O Farmasa tem o prazer de anunciar a aquisição do Laboratório Barrenne

O Farmasa tem o prazer de anunciar a aquisição do Laboratório Barrenne

O Estado de S. Paulo - 04/09/2006

 
 
Fundos compram participação na Even

Fundos compram participação na Even

Valor Econômico - 04/04/2006

 
 
Comunicado Vocal

Comunicado Vocal

Folha de São Paulo - 07/03/2006

 
 
igc partners conduz criação do maior conglomerado mundial de cartas e baralhos

igc partners conduz criação do maior conglomerado mundial de cartas e baralhos

Press Release igc - 01/09/2005

 
 

Fundo Imobiliario americano cria companhia para atuar no Brasil 

Valor Econômico - 20/09/2007

O fundo americano de investimentos imobiliários Golden Tree Insite decidiu ampliar sua atuação no Brasil e criou uma empresa no país para investir exclusivamente no edifícios comerciais e residenciais brasileiros. O fundo, com ativos de cerca de US$ 12 bilhões, está alocando perto de R$ 200 milhões em uma primeira fase. A maior parte dos recursos será utilizada na incorporação e co-incorporação de imóveis, em sua maioria na cidade de São Paulo.

O fundo, baseado na cidade de Nova York, se uniu à incorporadora paulista Quality DI, especializada em imóveis de alto padrão, em torno de uma joint venture. A nova empresa, batizada de Yuny-GTI, terá 95% das ações sob controle do fundo americano e a Quality ficará com os 5% restantes.

 

O Golden Tree Insite faz parte de um grupo de mais de 10 fundos imobiliários internacionais que vem apostando no mercado brasileiro desde o ano passado. A estimativa, baseada em informações dos próprios investidores, é de que esses fundos tenham disponibilizado mais de R$ 3 bilhões para investimentos no país. Necessariamente, nem todo esse capital já foi investido. Mas empresas como a Hines, que adquiriu o prédio do BankBoston em São Paulo, já alocou quase todo o capital de seu fundo voltado para o Brasil, de cerca de US$ 550 milhões.

 

O fundo americano que agora amplia suas operações no país já investe no mercado imobiliário brasileiro desde o ano passado. O GTI se associou a várias empresas e participou da incorporação ou adquiriu ativos em quatro empreendimentos de médio e alto padrão no Rio e em São Paulo. Na capital paulista, a empresa investiu primordialmente em imóveis residenciais em bairros nobres da cidade. No Rio, o GTI aplicou seus recursos no mais novo edifício de escritórios do centro carioca, o Ventura Towers.

 

Com a parceria com a Quality, o fundo pretende seguir a mesma linha. A companhia brasileira, que precisa oferecer seus projetos em primeiro lugar para a joint venture controlada pelo fundo americano, já teve três projetos aprovados. "Não há a garantia de que eles vão investir em todos os nossos empreendimentos, mas até agora tivemos 100% de aprovação", diz Marcelo Yunes, sócio-diretor da Quality DI. Dois destes projetos são edifícios residenciais de médio e alto padrão, em São Paulo, como o Ibirapuera. A parceria também vai construir um edifício de escritório na avenida Luís Carlos Berrini, área nobre no segmento corporativo. De acordo com Yunes, nesses três primeiros projetos o GTIS aplicou R$ 40 milhões.

 

O executivo acredita que a parceria com o Golden Tree Insite deva possibilitar o lançamento de projetos que teriam um valor de comercialização de R$ 1,8 bilhão. Nesse ano, a Quality, vitaminada pelo capital do GTI, deve lançar empreendimentos com um Valor Geral de Vendas (VGV), a receita potencial de seus projetos, da ordem de R$ 850 milhões. Esse valor é maior do que todos os lançamentos realizados pela companhia em dez anos de atuação em São Paulo.

 

A igc partners representou a Yuny.